CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ORGÃOS




Parceria entre Unifeso e Prefeitura vai fomentar empreendedorismo em Teresópolis

17-05-2019

Com o objetivo de desenvolver a cultura da inovação e do empreendedorismo em Teresópolis, o Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso) e a Prefeitura estão trabalhando em parceria em um projeto inovador no município: InovaTerê. A iniciativa foi lançada em março deste ano e visa incentivar e auxiliar a criação de novos negócios na cidade. Para a professora Elaine Maria de Andrade Senra, Diretora de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão do Unifeso, será mais uma oportunidade para estudantes e egressos da Instituição se inserirem no mercado de trabalho. “Sabemos que empregos com carteira assinada hoje em dia estão cada vez mais difíceis, mas se tivermos a cultura do empreendedorismo e da inovação, estaremos, de certa forma, fixando os profissionais que formamos aqui em nossa cidade, alavancando a nossa economia”, aponta Elaine. 

Para desenvolver as atividades que têm por objetivo promover o empreendedorismo e a inovação no município, foi formado um Grupo de Trabalho (GT) com representantes da academia e do governo municipal. A Prefeitura é representada através Secretaria de Trabalho, Emprego e Economia Solidária. “Acreditamos que o papel da prefeitura é dar os instrumentos básicos no que se refere à legislação e ao fomento, e deixar o setor privado tocar isso junto com o Centro Universitário”, diz Vinicius Oberg, secretário municipal de Trabalho, Emprego e Economia Solidária.

No Unifeso, o projeto está sob a coordenação geral da professora Elaine e encabeçado pelo Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), através dos professores José Roberto Andrade e Armênio Evangelista, assessores do NIT. Também representam a Instituição no grupo os professores Laion Luiz Fachini Manfroi, coordenador do curso de Ciência da Computação, e a administradora Michele Mendes Hiath, diretora da Planejamento. 

“A intenção é desenvolver esse espírito de empreendedorismo em quem está começando o aprendizado ou já está se formando, auxiliando eles em questões tais como: qual é o caminho para ter a minha própria empresa? O que tenho que procurar em relação aos negócios, investimentos? Que apoio que preciso? … É aí que o Centro Universitário entra com a experiência acadêmica, de empreendedorismo e inovação através do NIT”, explica o professor José Roberto. Segundo ele, esse incentivo já é bem presente nos cursos do CCT. “Em 2016 começamos a estreitar relações, através do evento Rio Info, com o Rio Software, TI Rio, Ciência em Movimento e Unifeso. Foi crescendo e surgiu o Movimento Empreendedor (uma instituição sem fins lucrativos com o objetivo de criar, desenvolver e promover a cultura do empreendedorismo na cidade de Teresópolis). Agora, esta proposta, apresentada pelo secretário Vinicius, veio ao encontro do que já buscávamos”, contou o professor Roberto.

As reuniões acontecem na DPPE, quinzenalmente, quando o GT define os próximos passos, direciona ações com os materiais que já tem. O  GT agora tem a missão de elaborar uma lei da inovação municipal para Teresópolis, criar e implantar um conselho municipal de inovação, elaborar uma política de inovação municipal, cooperação de estudos para implementação de um ‘hub’ de inovação da cidade de Teresópolis; criar e organizar um espaço destinado à instalação de startups e empresas de base tecnológicas na cidade; e fomentar a base para integração com outros atores dos ecossistemas empreendedores da cidade no estado do Rio de Janeiro. 



Ações saindo do papel

Entre as ações que já estão sendo executadas, a pioneira foi o lançamento de um cadastro através do link para conhecer as startups que estão surgindo em Teresópolis. “A intensão é reunir essas pessoas para ouvi-las e ver quais são as necessidades que elas têm e o que podemos fazer para incentivá-las”, justifica a professora Elaine. 

Outro avanço para o empresariado do município é o Espaço Empreendedor que será inaugurado no próximo dia 21 de maio, dentro da Prefeitura. O espaço será um pontapé inicial da relação do município com os empreendedores, segundo Vinicius Oberg. “Hoje o empreendedor, quando entrar no espaço, vai contar com a Agencia Estadual de Fomento - AgeRio oferecendo linha de financiamento accessível e também com a assessoria do Sebrae, centralizando tudo o que for necessário para o empreendedor sair de lá com o seu negócio pronto”, adiantou Vinicius. 



O que é Startup

Uma startup é uma empresa emergente, que tem como objetivo desenvolver ou aprimorar um modelo de negócio, preferencialmente escalável e repetível. É uma empresa recém-criada, normalmente de base tecnológica, embora possa ser de qualquer área, ainda em fase de desenvolvimento. O termo tornou-se popular internacionalmente durante a bolha da internet, quando um grande número de “empresas.com” foram fundadas. Por isso, comumente se relaciona o termo startup com tecnologia, mas qualquer empresa que nasce em qualquer segmento, seja tradicional ou inovador, é uma startup. 

Mais informações sobre o InovaTerê podem ser obtidas na Secretaria de Trabalho, instalada no 2º piso da Prefeitura (Avenida Feliciano Sodré, 675, na Várzea). Telefone: (21) 2742-3352 ramal 248.