CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ORGÃOS




I Seminário de Enfermagem em Saúde Mental apresenta análises dos transtornos sofridos por Frida Kahlo, Vicent Van Gogh e Louis Wain

24-10-2018

Estudantes do 3º ano do curso de Enfermagem do Centro Universitário Serra dos Órgãos (UNIFESO) participaram do “I Seminário de Enfermagem em Saúde Mental: Ateliê do Cuidado”, realizado dia 19 de outubro. Na ocasião, foram apresentados trabalhos sobre a vida, a obra, o adoecimento e a morte dos pintores Frida Kahlo, Vicent Van Gogh e Louis Wain.

Os 33 estudantes foram divididos em tutorias e apresentaram pontos sobre o cuidado em enfermagem dentro da história de vida dos três pintores famosos que passaram pelo adoecimento mental. A professora Joelma de Rezende Fernandes, coordenadora do 3º ano do curso de Enfermagem, explicou que este ano já foram feitas várias atividades com o foco em saúde mental e o seminário foi a culminância dos estudos sobre o tema. “A área da saúde mental é transversal ao curso durante todo o ano. Propusemos esta atividade por ser cultural e para extrair da vida e da obra destes personagens formas de cuidar em enfermagem. A nossa precursora Florence Nightingale falava que, assim como um escultor cuida da sua peça de mármore para esculpir a sua obra, a enfermagem cuida da vida, é uma arte”, conta. 

A estudante Darciane da Silva Ferreira participou do grupo que estudou a vida e a obra de Frida Kahlo. Ela contou que o grupo encarou com grande responsabilidade contar e retratar o outro lado da grande artista. “Embarcar nesta viagem sobre Frida Kahlo, através da dor dela, foi muito emocionante e inspirador. Frida é um exemplo de como transformar a dor em algo belo”, disse. A estudante destacou também a importância da Enfermagem na área da saúde mental: “A visão holística de encarar o ser humano como biopsicossocial pode acrescentar muito para a qualidade de vida e para uma saúde mental melhor qualificada”, conclui. 



O grupo que estudou a história do artista londrino Louis Wain destacou que ele dava características humanas aos gatos que pintava, o que alegrava muito a sua esposa que estava com câncer. Quando ela morreu, as pinturas do artista ficaram diferentes. “Sabemos que o gatilho para o surgimento da esquizofrenia pode ser genético ou ambiental. Com a morte da esposa, os gatos pintados por Wain tinham olhar hostil, ou eram fragmentos de gatos. Percebe-se que ele já não estava mais em estado normal de consciência”, explicou a estudante Alice Damasceno Abreu. Para ela, o tema da saúde mental é muito importante para a enfermagem. “O papel do enfermeiro é o cuidado, e devemos saber como lidar com o paciente psiquiátrico, quais são os diagnósticos possíveis, quais são os transtornos existentes”, disse. 



A estudante Victória Ricardo Machado foi uma das responsáveis por pesquisar a vida do pintor Vincent Van Gogh, que ela imaginava ter sido um homem sério e pacato. “Quando começamos a investigar a vida dele, descobrimos que era uma pessoa que sofria de bipolaridade e de esquizofrenia. Isto justificou alguns de seus comportamentos, classificados por muitos como absurdos, como ele ter cortado a própria orelha, queimado a mão com querosene e tirado a própria vida”, enfatizou. Victória lembrou que o artista passou por várias internações em manicômios, mas a saúde mental, no passado, era tratada como um caminho para a morte e não para ser cuidada.